Don Diablo comenta sobre o Top 100 da DJ Mag, colaborações e superstições

Don Diablo comenta sobre o Top 100 da DJ Mag, colaborações e superstições

Depois de se apresentar no Tomorrowland Brasil, o produtor holandês Don Pepijn Schipper, mais conhecido como Don Diabo, voltou para tocar no XXXPERIENCE Festival. Don uma noite cheia. Além da apresentação em Itú, tocou também em Belo Horizonte (que ele consegue pronunciar perfeitamente). Viajando o mundo todo, Don Diablo tem agora o título de “highest climber” do TOP 100 da DJ MAG. Isso quer dizer que foi o DJ que mais subiu posições. Da 82ª em 2014, para a 30ª posição, agora em 2015. E ele está muito orgulhoso desse feito.

Don Diablo foi quem providenciou o momento mais emocionante do XXXPERIENCE ao tocar “Imagine” de John Lennon, em uma homenagem às vitimas dos ataques em Paris. Mas antes desse momento único, nós do Beatland tivemos a oportunidade de conversar um pouquinho com ele.

Beatland: É a sua terceira vez no Brasil, certo?
Don Diablo: Eu acho que o Brasil é novo mercado maravilhoso. É minha terceira vez, não a ultima. Só estou começando.

B: Você já deveria falar um pouco de português.
D: “Obrigado”, que mais? (fala algo ininteligível) Como é mãos para alto mesmo?
B: “Mãos para o alto”?
D: Jesus!

B: Você pode dizer “boa noite”.
D: (Ele repete com um sotaque forte) O que estou dizendo? (nós explicamos)

B: Sabe o que “Diablo” significa para falantes de Espanhol e Português? Não ficou com medo das pessoas te rejeitarem por conta de superstições?
D: Não, é engraçado porque nunca pensei que estaria me apresentando fora do meu país (Holanda). Então quando pensei no nome, não estava pensando em tocar no Brasil, EUA, Alemanha, Suécia, em Israel ou no Japão. Eu só dizia para minha mãe que “amaria tocar na cidade vizinha”. Talvez 15km de distância. Mas então disse “é, eu vou tocar na Espanha” e lá sou Senhor Diabo. Isso é tão estranho. Mas então soube que Tiesto significa ‘vaso de flor’, então fiquei tipo Diabo é bem mais legal. Então gravamos juntos, Vaso de flor e Senhor Diabo.

B: Colaborar com Tiesto é atingir o topo para muitos DJs. Muitas pessoas pensam que não há mais nada a atingir depois disso…
D: Trabalhar com Tiesto é sempre uma honra! Ver nosso single “Chemicals” crescer e ser um sucesso mundial tem sido muito especial para mim. Eu adoraria trabalhar com John Williams e George Lucas. Talvez olhar para obras antigas como Andy Warhol, outras pessoas que foram criativas no passado. Ou talvez eu poderia trabalhar com Daft Punk ou Kanye West. Eu não sei… Definitivamente há grandes talentos na musica, artes e cinema por aí – todos no meu radar!

B: A gente não pode deixar de falar sobre Top 100 da DJ Mag. Você subiu 52 posições. Como Você se sentiu? Fez alguma campanha?
D: Eu não fiz campanha, então foi muito mais legal, certo? Quando você é o cara que mais sobe, é como se você se sentisse em casa, os fãs te respeitam e gostam do que você faz. Eu não tenho que implorar por votos e eles me colocaram lá, me fez sentir que todo o trabalho duro valeu a pena. Você pode dizer o que quiser da lista, mas me deu um impulso de confiança. Eu fiquei “obrigado! Isso é muito f***!”. E fui para casa e disse para minha mãe “olha o que eu tenho”, ela ficou orgulhosa de mim. Nós aproveitamos por uma noite e agora vamos trabalhar mais para subir mais no próximo ano.

Imagine.

Posted by Don Diablo on Wednesday, 18 November 2015