Produtores de grandes artistas são o futuro da música pop?

Produtores de grandes artistas são o futuro da música pop?

Agora que a EDM se tornou um fenômeno ao cenário mainstream, não é surpresa nenhuma notar influências da música dance no gênero pop. Mas o que particularmente é interessante agora é como a EDM está dando um impacto forte nos principais produtores da música pop.

No pop, o produtor é tradicionalmente indicado nos créditos porque fora isso, ele é tratado como um desconhecido dos bastidores. Isso faz sentido a partir do momento em que esse produtores não estão necessariamente projetando um som característico de sua demanda, mas eles estão lá realizando o trabalho com seus conhecimentos técnicos. Os vocais são o principal pedaço de uma música pop, então naturalmente o cantor é rosto da música. Mas agora, é possível notar pop stars abordando produtores de EDM para suas realizar suas habilidades e não necessariamente seu som de identidade: os produtores estão sendo colocados em evidência junto com os cantores.

Diplo aproveitou dessa técnica, ganhou o papel de produtor de música pop dezenas de vezes trabalhando em várias faixas que não soavam EDM. Cinco anos atrás, muitos não sabiam que Diplo tinha sido o produtor do hit “Paper Planes” da M.I.A.. Agora, Diplo está em seu papel de produtor pop, que está claramente marcado com seu nome e tornou-se uma técnica benéfica para promover seu trabalho. O single recém lançado de , “Kamikaze”, por exemplo, ganhou destaques em alguns artigos em mídias importantes apenas por conta da participação de Diplo. Depois que ele trabalhou no álbum de Madonna, ele acabou saindo um um vídeo lançado pela cantora (“Bitch, I’m Madonna”) e fez participação na turnê da cantora e performances televisionadas.

Skrillex andou realizando trabalhos como produtor para o recente álbum de Justin Bieber, sendo mais um exemplo de que o seu envolvimento gerou hype mesmo quando ele só tenha uma participação técnica, apenas como produtor. Os fãs não necessariamente saberiam que o seu atual single “Sorry” seria uma produção de Skrillex apenas escutando a música, que foi notavelmente promovida como uma colaboração.

Guetta é mais um produtor que ganhou espaço no mundo pop, e cantoras tem vindo à sua procura ao invés de acontecer o oposto. Não é nenhuma novidade produtores de EDM trabalharem com estrelas do pop  —  Noisia tem trabalhado em produções para artistas pop durante anos  —  mas a EDM está agora pavimentando o caminho para produção para carregar o mesmo peso de uma celebridade que canta e se apresenta.

Agora, há o caso mais recente de todos, mas que também pode servir como exemplo como os demais, Duke Dumont sendo o produtor de um single promocional da cantora Katy Perry para uma campanha da H&M, “Every Day is a Holiday”.

Qual a sua opinião sobre essa mudança de papel dos produtores de música pop como resultado do impacto da música EDM? Será que podemos ver, eventualmente, produtores tomarem posições entre os rankings de nomes mais bem pagos ao invés dos cantores pop?